MINISTÉRIO DA CULTURA  apresenta

Curitiba_Lab

O Curitiba_LAB SESI-PR – Núcleo de Dramaturgia Audiovisual é um espaço para desenvolvimento de projetos cinematográficos, com o objetivo de apontar suas forças e fraquezas, além orientar os produtores de modo a tornar seus projetos mais atraentes e viáveis.

Este ano o Curitiba LAB será realizado em parceria com o SESI/PR e passa a chamar Núcleo de Dramaturgia Audiovisual – Curitiba LAB SESI/PR, que prevê três módulos de imersão nas modalidades Longa-metragem Ficção, Documentário Criativo e Série.

Prêmio Curitiba LAB
– O2: R$20.000 em serviços de pós produção, sendo R$10.000 em Conform e R$10.000 em deliveries  (com validade de 3 anos);
– CTAV: 60h de mixagem;

Prêmio Looke de distribuição
– Carta de intenção para futura distribuição

Prêmio Olhar Distribuição
– Contrato de distribuição

 

Realização

Módulo longa-metragem ficção

Vila Pérola

Saiba mais sobre

Vila Pérola

Sinopse

Marta Escudeiro, uma viúva burguesa, moradora da Vila Pérola, bairro que liga Foz do Iguaçu a Ciudad del Este no Paraguai, vê-se incomodada pela repentina mudança de seus novos vizinhos, a Transtur, uma empresa de ônibus de muambeiros.
Movida pelos transtornos que a empresa começa a causar, Marta coloca sua casa a venda. Quando Mauri sócio da Transtur deseja comprar a casa de Marta para expandir seus negócios, a viúva sente-se afrontada, e passa a usar de toda sua influencia para acabar com a empresa de Mauri.
Rafael, morador da favela ao lado, vê uma oportunidade em ganhar uns trocados trabalhando com seu tio Arnaldo levando muamba para São Paulo. Enquanto Diogo, filho único de dona Marta e que acabara de ingressar na faculdade de antropologia, passa a enxergar seus vizinhos de outra forma, relacionando-se afetivamente com Rafael.

Roteiristas

Felipe Eugenio Lovo

Diretores

Felipe Eugenio Lovo

Produtores

Mauricio Ferreira

Solina

Saiba mais sobre

Solina

Sinopse

Solina é uma comunidade de remanescentes quilombolas isolada do país que ainda acredita na escravidão por influência da tradicional liderança de Pai Acácio, o criador do vilarejo. Após a morte do líder da comunidade o tempo pára e a noite desaparece colocando em risco a existência no lugar. Preocupada com os rumos do vilarejo, a jovem Flor vai se tornando uma liderança para seu povo, descobrindo algumas verdades sobre o lugar ela passa então a enfrentar tradições, encarando o desafio de trazer de volta a noite.

Roteiristas

Larissa Fernandes e Cauê Brandão

Diretores

Larissa Fernandes

Produtores

Lidiana Reis

Rumor

Saiba mais sobre

Rumor

Sinopse

Em uma pequena cidade de Minas Gerais, há meses só se fala dos casos das crianças sequestradas e posteriormente encontradas sem partes dos órgãos. Os noticiários e a imprensa alimentam a tese de que os órgãos das crianças foram usados para bruxaria, hipótese essa que foi facilmente aceita pela maior parte da população. É nesse contexto que vive Beatriz, 27 anos, que trabalha na lan house do marido, Fausto, com quem tem três filhos. Quando descobre, por um descuido do esposo, que ele a está traindo com uma mulher chamada Rita; para atingir o marido, Beatriz cria um falso retrato falado da sequestradora de crianças inspirado numa foto da amante. A vingança foge de controle quando ela vaza a imagem para o jornalista Sergio, dono de um site de notícias sensacionalistas da cidade. Beatriz inventa que teve acesso ao retrato falado por causa de um policial que foi à lan house para fazer a impressão de várias delas, que seriam divulgadas para a comunidade nos próximos dias. Certo de que conseguiu o maior furo de reportagem dos últimos meses, Sergio prontamente divulga o suposto retrato falado da sequestradora de crianças. A imagem viraliza e não demora para que os moradores reconheçam Rita nela. Feito isso, Beatriz só se dará conta da dimensão do que fez quando fica sabendo que Rita foi brutalmente linchada pelos moradores de seu bairro.

Roteiristas

Alana Rodrigues de Asevedo Bomfim Lima

Diretores

Joana Nin

Produtores

Joana Nin

Rumor

Saiba mais sobre

Rumor

Sinopse

O desaparecimento de animais, uma morte em circunstâncias estranhas e as fortes chuvas que assolam a região têm deixado os funcionários do Matadouro Olimpo atordoados. Localizado em uma área isolada da cidade, o matadouro é margeado por um rio que, de tantos rejeitos e sangue de animais abatidos, ganhou uma coloração magenta. Quando o rio transborda, dificultando ainda mais o acesso ao local, a rotina dos funcionários Edgar, João e Aurélio é interrompida. Durante o turno da manhã, os três funcionários trabalham em uma exaustiva rotina de manejo, manutenção e abate do gado. A noite, amontoam-se em redes e colchões velhos espalhados pelo chão do alojamento. Apenas Edgar, o funcionário mais antigo do Matadouro, frequentemente se mantém desperto, atordoado pelo insistente, embora indiscernível barulho que chega do espaço ao lado, onde também os animais se amontoam para dormir, separados dos funcionários por uma fina parede de madeira.
Apesar de quieta, a atmosfera no matadouro é pesada. As chuvas intermináveis vêm provocando um estranho comportamento nos animais, que encontram-se agitados e agressivos. Com as estradas alagadas e o caminhão oficial da empresa no conserto, não resta outra alternativa ao dono do matadouro, o asmático Sr. Olimpo, se não terceirizar o serviço. Uma vez abatidas, as peças devem chegar o mais frescas possíveis à fábrica de hambúrgueres, com quem Sr. Olimpo tem um contrato a honrar. Apesar de nunca terem comido um hambúrguer na vida, Edgar e João preparam o rebanho para o transporte quando são surpreendidos por Sidney, a simpática caminhoneira dona da transportadora contratada por Sr. Olimpo. Acostumada a transportar materiais para a construção civil, essa é a primeira vez que Sidney se vê diante de uma carga viva.
Antes mesmo que o caminhão de Sidney possa partir com a carga, o corpo de um dos funcionários é encontrado próximo ao repositório de água dos animais. Não se sabe ao certo o que o matou, mas a expressão de horror em seu rosto sem vida é suficiente para alertar a caminhoneira que coisas estranhas se passam naquele lugar.
Já na estrada, uma paisagem árida acompanha Sidney durante o percurso. Mas o que deveria ser uma viagem tranquila para a experiente motorista, ganha ares perturbadores quando acontecimentos insólitos se desenrolam. Uma família indígena de catadores de lixo em busca de comida e uma prostituta paraguaia desiludida são alguns dos personagens de vidas malfeitas e de histórias canceladas que Sidney encontrará pelo caminho, atormentada por um ruído insuportável que, assim como acontecia com Edgar no matadouro, não a deixa dormir.

Roteiristas

Susana Costa Amaral

Diretores

Susana Costa Amaral

Produtores

Bia Medeiros

Quase Iguais

Saiba mais sobre

Quase Iguais

Sinopse

Luís Paulo mora no Morumbi. Maicon em Paraisópolis. O que eles têm em comum? Eles acham que nada. Mas não são tão diferentes assim. São quase iguais.

Roteiristas

Thaís Bologna e André Queiroz

Diretores

Thaís Bologna Dias

Produtores

André Coelho Mendes Queiroz

Órion

Saiba mais sobre

Órion

Sinopse

1986. Em uma pequena cidade do interior vive SHIRLEI (45), com seu marido VIRGÍLIO (45) e seus dois filhos, CECÍLIA (10) e MATEUS (13). Shirlei é professora de física da única escola do lugar, uma mulher moderna e avançada para a época e, por isso, sempre hostilizada pelos habitantes da cidade – com exceção de quatro de seus alunos, EQUIS (13), EMÍLIO(13), CLARA(13) e ALLINE(13), conhecidos como OS PIROCOPTEROS. Alguns meses antes do Cometa Halley passar pelo planeta, a cidade começa a sofrer com blecautes e panes elétricas, intrigando os moradores. Em seguida, Shirlei desaparece e ninguém sabe a razão. Sua filha Cecília, uma criança muito inteligente e apaixonada por astronomia, começa a ficar obcecada pela constelação de Órion, até que em certo dia algo muito estranho acontece.

Roteiristas

RODRIANE DELLÊ LIMA

Diretores

RODRIANE DELLÊ LIMA

Produtores

Ana Paula Málaga Carreiro

O Nascimento de Asterio

Saiba mais sobre

O Nascimento de Asterio

Sinopse

Há dias em que se tem vontade de largar tudo, sair da mesmice e ir viver a Grande Aventura da vida. Foi em um desses dias que TELMO decidiu partir em busca da CELESTIAL AVE DO PARAÍSO, que à séculos vivia perdida nas profundezas do Tártaro, o mundo inferior. Ali começa a jornada mais importante da vida de Telmo, que sai da sua pequena vila em Zoroastra, cidade sob os domínios do Império Mafran, para uma viagem inesquecível até chegar nos corredores de um gigantesco Labirinto conhecido como a Casa de Asterio. Em busca da saída do labirinto, Telmo percorre os caminhos obscuros do seu próprio ser.

Roteiristas

Francisco Gusso e Lígia Teixeira

Diretores

Francisco Gusso e Lígia Teixeira

Produtores

Lígia Teixeira

Hotel California

Saiba mais sobre

Hotel California

Sinopse

Maicon foi assassinado pelo seu colega de trabalho, Paulo. Três meses depois, Paulo está livre e por causa de uma investigação mal feita ele não será preso. Wylker, irmão de Maicon; Del, seu namorado; e os amigos Rafael, Suzana, Yago, Nicolas e Leandro não sabem lidar com a morte precoce do amigo, as lembranças de Maicon ainda estão vivas. É véspera de feriado, o grupo decide que precisam vingar a morte do amigo. Durante uma madrugada fria, matam Paulo na porta da sua casa.

Roteiristas

Daniel Nolasco

Diretores

Daniel Nolasco

Produtores

Wadih Elkadi

Estrela do Sul

Saiba mais sobre

Estrela do Sul

Sinopse

Depois de passar por uma grande crise originada por um escândalo de desvio de recursos em uma cooperativa agrícola na pequena cidade de Nova Esperança do Sul, no Rio Grande do Sul, uma família sulina se vê obrigada a abandonar suas raízes e parte em direção à Montanha, no norte do Espírito Santo. Genaro, 58, presidente da tal cooperativa e vereador municipal não consegue controlar o escândalo do qual é protagonista, fazendo com que a revolta da população local comece a colocar em risco a segurança de sua mulher, Eliete, 49, e de seu filho, Fábio, 21. Genaro recorre desesperado a Fernando, 56, seu cunhado, astuto empresário do ramo das churrascarias e postos de combustível, para que o problema seja sanado. Genaro negocia sua herança e segue com a família, móveis antigos e uma mala de dinheiro sujo para Montanha. Lá, a família tenta recomeçar a vida apostando todas as suas fichas na abertura de uma churrascaria de beira de estrada, chamada “A Estrela do Sul”. Quando o estabelecimento já está em funcionamento, Lore, 23, baiana, no processo de se reconhecer como mulher trans, prostituta na região, começa a se relacionar com Fábio, provocando uma segunda e definitiva ruptura familiar.

Roteiristas

Roberson Hoberdan Corrêa

Diretores

Laís Lifschitz

Produtores

Laís Lifschitz/A Ilha filmes

Newsletter

Cadastre-se e mantenha-se informado sobre tudo que acontece no Olhar de Cinema.