Sinopse

Certo dia, Ibrahima Dieng, morador da periferia de Dakar, recebe do seu sobrinho que mora na França uma ordem de pagamento em um valor generoso. A notícia logo se espalha, despertando a ganância da família e vizinhança, e ele terá de enfrentar o pesadelo da burocracia senegalesa a fim de provar sua identidade e receber o dinheiro. No segundo longa de Ousmane Sembène e o primeiro filme falado em língua wolof, a crônica social de vertente irônica revela as consequências amargas do colonialismo. Adaptação para o cinema do livro de autoria do realizador, exibida aqui em cópia restaurada. (C. I.)

Trailer

Direção

Ousmane Sembène

O cineasta e escritor senegalês Ousmane Sembène (1923-2007) é dono de uma pioneira e revolucionária trajetória no cinema. Em 1966, com seu filme "La Noire de...", tornou-se o primeiro realizador da África Subsaariana a dirigir um longa-metragem e em 1968, com "Mandabi", realizou seu sonho de dirigir o primeiro longa falado em língua wolof. Até sua morte em 2007, Sembene dirigiu 9 longas-metragens, sempre dedicado a filmar e valorizar os sujeitos africanos.

Créditos

Produção

Robert de Nesle

Roteiro

Ousmane Sembène

Elenco

Makuredia Guey, Yunus Ndiay, Isseu Niang, Mustafa Ture, Farba Sar, Serine Ndiay, Thérèse Bas, Mussa Diuf

Direção de Fotografia

Paul Soulignac

Montagem

Gilou Kikoïne, Max Saldinger

Direção de Arte

Robert Muray