Sinopse

O documentário dirigido por Fábio Rodrigues Filho aciona, através da pesquisa e montagem, a narrativa e trajetória de Grande Otelo. A partir de Macunaíma – texto, imagem e preparação de Otelo para a personagem -, Rodrigues projeta a multiplicidade da figura criada pelo ator mineiro Sebastião Bernardes de Souza Prata – Grande Otelo, resultando em um “samba sobre o infinito”. Entre as permissões e contradições, Grande Otelo definitivamente não veio ao mundo para ser pedra. (K. M.)

 

Sessão PGM 07 | Curtas – Exibido juntamente com Curupira e a Máquina do Destino, Manhã de Domingo, Orixás Center e Solmatalua.

Trailer

Direção

Fabio Rodrigues Filho

Trabalha na crítica, pesquisa, programação e realização em cinema. Doutorando em comunicação na UFMG, é mestre pela mesma Universidade e graduado na UFRB. Membro dos grupos Poéticas da Experiência e Áfricas nas Artes. Realizador do filme "Tudo Que É Apertado Rasga" (2019). Participou da comissão de seleção de alguns festivais e mostras, a exemplo do CachoeiraDoc (2020), FestCurtas BH (2019 a 2021), FIANb (2020 e 2021), Goiânia Mostra Curtas (2022), etc. É cineclubista e cartazista de filmes.